segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Amsterdam - Da Heineken a Van Gogh

Acordamos naquele domingo meio preguiçosas. O dia estava meio chuvoso, nublado e nada convidativo para fazer um passeio pela cidade, mas não tínhamos escolha...Íamos embora no dia seguinte e preciávamos conhecer mais algumas coisas.
E lá fomos nós, debaixo de chuva mesmo andando até o Museu de Diamante. Esse museu não estava na minha lista de lugares que “Tenho que Conhecer”, mas era lá que compraríamos o passe diário que dava acesso às diversas atrações da cidade, descontos em algumas e direito a andar de ônibus pra cima e pra baixo. O passe em Amsterdam custava 40 euros por 24 horas, é eu sei...meio carinho...Mas eu fiz as contas das atrações que visitaríamos naquele dia, incluindo o transporte, e valeria mais a pena comprar o passe mesmo.
Enquanto andávamos, achamos uma cafeteria amigável e resolvemos parar ali pra comer alguma coisa! Pelo que me lembro era um chocolate quente e um croiassant (não, não era tão gostoso quanto o de Paris, mas estava valendo..rs).
Continuamos andando debaixo de chuva...Andamos uns bons 40 minutos até acharmos o tal museu. Compramos o nosso passe e já que estávamos ali (e o museu estava incluído no passe) resolvemos visitá-lo.
Museu de Diamante
Museu de Diamante...
A tal Caveira de Diamantes...
Até que a visita foi bem interessante. No museu você conhece como é formado o diamante e a história da utlização dos diamantes através dos séculos. Tem uma galeria onde você vê coroas, joias e outros objetos feitos de diamante. Tem até um crânio todo feito de diamante O_o... Eu acho assim...Se você tem mais de 3 dias em Amsterdam, acho que vale a pena conhecer o museu.  Se você for comprar o passe diário ali no museu...também acho que vale a pena conhecer (você  já está ali mesmo...rs), mas se não for fazer nenhuma das duas coisas, eu sugiro que vá em outro lugar...rs.
I AM AMSTERDAM
Saímos do Museu e queríamos tirar a foto nas famosas letras I AM AMSTERDAM...Como estávamos por perto e o lugar estava relativamente vazio (talvez pelo dia chuvoso) aproveitamos para tirar fotos e mais fotos. É claro que, como Murphy anda sempre ao meu lado, na minha vez de tirar fotos sempre tinha aquela cabeçada básica junto..rs. Parece que Murphy não gostava muito da Paula, porque sempre quando era a vez dela de fazer pose, não tinha ninguém....eu disse NINGUÉM atrás dela..rsrs.
A única hora que Murphy me deixou em paz...rs
Heineken Experience
Queríamos conhecer a tão famosa fábrica da Heineken.  Todo mundo que ia pra Amsterdam visitava a fábrica e falava tão bem do lugar que nós tínhamos que conhecer né? Pra variar, andamos pra caramba a beça e enfim chegamos à fábrica. No dia estava tendo uma corrida na cidade e o lugar ali estava meio cheio, mas seguimos em frente. Tiramos as fotinhas básicas em frente à fábrica e entramos! Utilizamos o nosso passe para ter 15% de desconto na entrada (Amo descontos..rs). Pegamos nossa pulseira que dava direito a 2 Heinekens e 1 brinde na loja de souvenirs Heineken.
Fachada da Heineken
Assim que entramos o mocinho simpático da recepção perguntou se éramos do Brasil. Gente, nós não tínhamos aberto a boca pra falar nada, como ele sabia que éramos do Brasil? Ou os europeus eram videntes ou eram muito observadores. Perguntei pra ele como ele sabia que éramos do Brasil e ele disse que era por causa do olhar? Oiii??? O olhar?? Será que estava com muito lápis de olho?? Huahauhauha
Seguimos no nosso tour e fomos andando...Eu não vou contar muita coisa do tour pra não estragar a surpresa de quem for pra lá. Só digo o seguinte...Se você já foi na Cervejaria Bohêmia em Petrópolis vai notar uma diferença básica...Qual diferença? O relacionamento!!! Não sei se é pelo fato dos europeus serem meio “independentes” , mas senti falta daquela pessoa que sempre está de bom humor te explicando as coisas. Lá era meio “se vira malandro”...Se você sabe ler, então tá bom. Uma hora ou outra tinha alguém explicando alguma coisa, mas muito pouco...A maioria era no estilo “conheça você mesmo”.
O mais legal da visita foi “fazer” uma garrafa da Heinken com o meu próprio nome. Você pode escrever o que quiser na garrafa e pagar com o seu cartão de crédito, débito ou dinheiro. Se pagar no cartão de crédito, a garrafa fica pronta na hora. Nas outras formas de pagamento você pega na saída, na lojinha de souvenir!
No final da visita ficamos lá no lounge da Heineken, lembra que ganhamos duas degustações? Como tinham crianças no local, também serviam Pepsi...Eu peguei uma Heineken pra mim, mas como eu estava de estômago vazio a minha segunda rodada foi de Pepsi mesmo...Quando eu levantei pra pegar a Pepsi, Paula vira pra mim e fala: “Traz uma pra mim?” Ok, fui lá, peguei 2 refrigerantes e entreguei uma Pepsi pra Paula. Na hora ela me olhou e parecia que eu ia morrer...fui fuzilada...rs. “Que isso?” Pepsi, ué...tu que pediu pra trazer uma pra vc...” “Uma CERVEJA né??...Cara, eu tô na Heineken...vou beber Pepsi??”  Gente, mas é a lógica...Se você vai pegar uma Pepsi e a pessoa pede pra trazer uma pra ela...Tu vai trazer o que?? Pepsi né?? Tô errada?? Hauhauahuahua. Bom, ela bebeu a Pepsi meio a contra gosta (ainda não acreditando que eu não tinha levado a cerveja..rs).
Começando o tour...
Até que tinha uns lugares legaizinhos pra tirar fotos..rs
Praticamente uma mestre cervejeira...
Catch your Heineken
Cheers...
Depois de pegarmos as nossas garrafinhas na loja de souvenirs, pergutamos se podíamos pegar o nosso brinde ali...E olha que” legal”...O brinde, você não pega ali não...Pega em uma outra loja lááááá nos cafundós do Judas..rs. Mas como nós somos brasileiras e não desistimos nunca, nós iríamos até a tal loja...era questão de honra!!
Museu Van Gogh
Depois do momento “bons drinks”, fomos para um momento de cultura...Queríamos conhecer o Museu Van Gogh. O museu mesmo estava fechado para reformas, mas as obras do pintor estavam expostas no Hermitage, outro museu em Amsterdam.
Chegamos lá e a fila estava absurdamente grande...tipo, dando voltas. Quando eu entrei na fila, eu olhei pra cara da Paula e falei: “Cara, a gente tem um passe, será que nós não temos direito de passar a fila?” Dito e feito...Mostrei pro carinha da porta o passe e entramos...simples assim. Economizamos ali pelo menos 1 hora de fila...
No passe estava escrito que o museu era gratuito, mas quando mostramos o passe na bilheteria a mocinha nos informou que precisávamos pagar 5 euros...Como assim?? Não era grátis, gente? A mocinha nos informou: “Como as obras estão sendo apresentadas aqui neste museu, vocês precisam pagar a entrada do museu.” Então tá né? Argumentar numa língua que não é a sua é brabo...Você começa a travar e falar como se estivesse no nível básico do inglês...rsrs.
Pagamos os benditos 5 euros e entramos. Detalhe master...Não pode entrar com nenhum tipo de bolsa, nem máquina fotográfica...nada, nada...Só o celular mesmo e a carteira. Deixamos nossas bolsas lá, pegamos os ingressos (Paula teve aquele momento de frio na barriga por não achar onde estava o ingresso...até que por fim estava dentro do casaco dela...rs).
O Museu é interessante...Mas como eu sempre digo...Arte pra quem não entende de arte é simplesmente algo bonito de se ver. Os quadros são bem bonitos. Tem uma sala onde se passa um filminho contando a história de Van Gogh. Mas foi aquilo né? Pra mim, eram quadros lindos e só. Eu não entendo de técnica nem nada disso, mas gosto de ver o que o ser humano é capaz de fazer com as próprias mãos. Acho que vale a pena. Principalmente de você ver ao vivo e a cores o quadro mais famoso de Van Gogh  - Os Girassois – Um quadro belíssimo, por sinal!
Brinde da Heineken...
Saímos do museu e fomos lá pegar o nosso brinde né? Achou que tinhamos esquecido? É ruim hein...rs. Fomos andando até a lojinha que não ficava tão longe dali...Descobrimos que tinha mais uma daquelas letras I AM AMSTERDAM...estava tão concorrido quanto a outra pra tirar fotos e não nos arriscamos com a cabeçada..rs.
Depois de irmos para o lado errado da rua, achamos a bendita loja. Chegamos lá e dissemos que tínhamos direito a um brinde e que queríamos pegar. A mocinha, nada simpática, olhou pra nossa cara e nos deu o nosso presente...UM ABRIDOR DE GARRAFA...Cara, ela só podia estar de sacanagem...um abridor de garrafa?? Fazer o que né?? Pegamos o nosso “brinde” e fomos embora, nem demos uma olhada na loja de tão “simpática” que a mocinha foi conosco.
Saímos dali e resolvemos pegar um ônibus para o centro, mas o bendito não passava nem por um decreto. Então resolvemos pegar o metrô mesmo...A Paula passou na roleta sem problemas, mas quando eu fui passar...Piiiiiiiiiiiiii....não funcionou...tentei mais uma vez...Piiiiiiiiiiii...nada...Chamei o carinha da segurança e disse que o meu cartão não estava funcionando...Aí ele me perguntou...Por que?? Cara, como assim porque? Eu sei lá...não trabalho na fábrica dos cartões pra saber o porquê do meu cartão não estar funcionando...Simplesmente respondi: Não sei! Ele olhou pra minha cara com aquela cara de poucos amigos, usou o cartão dele pra destravar a catraca e eu passei...Aff...era tão difícil assim? Rs
Passeio pelos Canais...
Como não éramos bobas nem nada, nós queríamos fazer o máximo de coisas que dava pra fazer com o passe de 24 horas. Vimos no nosso guia que tínhamos direito a fazer um passeio de barco pelos canais de Amsterdam. Não íamos deixar passar essa bocada né?
Chegamos no píer de onde saíam os barcos e procuramos pela empresa que estava credenciada junto ao passe e para a nossa alegria ia sair um tour dentro de 15 minutos. Ebaaa...Entramos no barco e achei um lugarzinho bem na janela. Quando olhei pra cara da Paula ela estava com a mão na cabeça e com aquela cara de "Caraca...tá doendo". Ela com os seus 1,80 de altura bateu com a cabeça no barco né...E foi do tipo de batida que tu fica até meio zonza...Conforme o barco foi andando a dor foi passando...tadinha...Acho que ficou um galo naquele dia!!!
O passeio é...digamos...legalzinho. Não é algo imperdível e confesso que só fizemos porque estava incluído no passe. Sei lá...passeios em barco eu acho legal quando você faz com um namorado(a), marido/esposa...Com amiga feio meio...nhééé...romântico demais...rs...Argh!!!
Passeio de Barco
Pub Crawl??
Chegamos no centro e resolvemos comer alguma coisa antes de irmos pra casa. Paramos em um restaurante italiano e comemos muito bem. Enquanto estávamos comento, a Paula acessou a internet pra ver que horas o Pub Crawl saía naquele dia e de onde. Por incrível que pareça o Pub Crawl lá começa super cedo...Tipo 08 da noite! Eles marcavam em um barzinho ali pelas ruas do centro mesmo e depois partiriam para outro. Nós chegamos em casa, nos arrumamos e partimos para a Rua. Pra variar, Murphy sempre andava ao nosso lado né? Não passava um ônibus para o centro e quando passou, já estávamos em cima da hora. Naquele dia a Paula nunca andou tão rápido na vida dela...praticamente correndo! Eu não tinha como alcançá-la, a perna dela é bem maior que a minha. Ela tem 1,80 eu tenho reles 1,64...a diferença é demais né? Rs
Conclusão da história...Chegamos no pub e o pessoal do Pub Crawl tinha acabado de sair de lá. Paula ainda perguntou onde seria o próximo pub e lá fomos nós atrás do pessoal do Pub Crawl...Segundo Pub e...”Nossa, eles acabaram de sair daqui”. Não era possível...Murphy estava tirando muita onda com a nossa cara...rsrs.
A Paula se recusou a correr mais uma vez atrás do pessoal do Pub Crawl...Ficamos ali no pub mesmo, pedimos um drink e fomos embora. Enquanto andávamos pela rua vimos outro pub que parecia bem animado...resolvemos entrar pra ver como é...Não tenho outra frase senão “Festa estranha com gente esquisita”...Gente, que lugar era aquele? Uma mistura de coroada (nada contra os coroas...rs), com um pessoal mais novo...Tinha de tudo ali. A música era ruim e passava uns clipes meio nada a ver numa televisão.  Pedi um drink básico e fiquei só nele o resto da noite. O mesmo copo na mão até a hora de sairmos. Cara, não dava mais pra gente...A noite estava fadada ao fracasso...E era a nossa última noite em Amsterdam.
Paula ficou muito bolada: “Cara, que história que eu vou contar de Amsterdam?” E eis que eu falo pra vocês...Essa história..rsrs.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário